Porto Alegre, Câmara de Vereadores, Política, Cidade, Democratas, DEM, Projetos, Prefeitura

DIA DAS MÃES

Todas as palavras já escritas, ou que ainda serão, não podem descrever o que é ser MÃE.

E para um homem isso é mais complicado ainda. Não temos como descrever o que é a MATERNIDADE.

Alguns privilegiados, como eu, participam dela.

 Nesse DIA DAS MÃES, lembro da minha, Dona Ruth, de minha esposa e companheira DONA REGINA, de nossa filha, a TINA e sua filha,  e nossa neta, LUÍZA. Todas elas mulheres fortes e que me dão, ou me deram, ou darão, o privilégio de além de participar de suas vidas, acompanhar o milagre da criação.

Hoje quero deixar aqui um FELIZ DIA DAS MÃES, cada dia mais preparada e mais consciente de que o mundo foi feito para ambos os sexos. E faz de tudo para que seus direitos e seus ideais sejam respeitados.

Nesse DIA DAS MÃES, lembro da DONA RUTH, que em 1939 arriscou a própria vida para assegurar meu nascimento, e que me ensinou um conceito que carrego até hoje: desconsolo. Ou seja, o anti-conformismo, que hoje pauta o comportamento de muitas pessoas. DONA REGINA, uma parceira da vida inteira, responsável maior pela constituição de meu maior patrimônio: minha família, meus filhos Preto e TINA, e agora o dividendo maior, minha neta LUÍZA. Com estas quatro figura femininas, quero homenagear todas as MÃES, as futuras também e deixar aqui meus respeitos a todas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: